O que fazer em Santiago: dicas imperdíveis para sua viagem

Com mais de 6,5 milhões de habitantes em toda a região metropolitana, Santiago do Chile é uma capital charmosa e muito moderna. Quem visita a cidade já se encanta antes do avião sequer pousar: a vista da Cordilheira dos Andes é de tirar o fôlego e um dos pontos altos da viagem! Chegando lá, então, o passeio só tem a melhorar: Santiago é uma das capitais mais desenvolvidas de toda a América do Sul e um dos principais destinos dos brasileiros que querem viajar para um lugar com ótimo custo benefício. Também pudera: com uma cidade tão arborizada, transporte público de qualidade e muitos pontos turísticos para visitar, fica difícil resistir a essas férias, que podem ser perfeitas em qualquer época do ano. Quer saber tudo o que fazer em Santiago? Então confira algumas dicas:

Plaza de Armas

Comece o passeio na capital do Chile a partir desse ponto turístico: a Plaza de Armas, coração de Santiago. Assim como a Plaza de Mayo, em Buenos Aires, essa aqui reúne vários edifícios históricos que são símbolo da arquitetura da era colonial, como o prédio dos Correios, a Prefeitura e a Catedral Metropolitana, um dos principais templos católicos do país chileno. Com certeza vale uma visita para conhecer o interior da igreja!

Palácio de La Moneda

É aqui que fica a sede da presidência do Chile e um dos pontos turísticos que mais atraem visitantes no país inteiro. Uma parada para conhecer o prédio é muito interessante de se fazer, além de assistir à cerimônia da troca de guarda, o que acontece em diferentes dias, mas sempre às 10 horas.

Mercado Central

Imagine um grande mercado municipal que vende tudo o que tem direito: frutas, verduras, legumes, peixes, frutos do mar, carnes, artesanato, restaurantes de todos os tipos… É tudo isso (e mais um pouco) que você encontra no Mercado Central de Santiago! Como o prédio, erguido em 1872, já é consagrado como ponto turístico da cidade, o preço dos restaurantes não é muito barato. Mas vale a pena visitar para comer a centolla, um caranguejo gigante que já se tornou prato tradicional no Mercado. Se você é fã de frutos do mar e peixes em geral, é um passeio imperdível!

Museu de Arte Pré-Colombiana

Tá aí um museu tipicamente latino. As peças expostas aqui, em um prédio de 1805, dificilmente terão algo parecido em qualquer lugar no mundo! Se você gosta de história e acha legal conhecer o passado de um país e a cultura dos povos que moravam no local há séculos atrás, vai amar o Museu de Arte Pré-Colombiana. Lá existem muitas esculturas curadas por arqueólogos muito experientes, feitas de madeira e de pedra, materiais usados diariamente pelos povos que moravam na América antes da chegada dos europeus. São mais de 2 mil peças indígenas reunidas em um dos museus mais completos e bonitos com essa temática na América do Sul. Tá esperando o que para incluir esse passeio no roteiro?

Cerro San Cristóbal e Parque Metropolitano

Observar a cidade de Santiago lá do alto é uma atividade imperdível para quem visita o destino pela primeira vez. E para fazer isso, o Cerro San Cristóbal, localizado em Bellavista, é perfeito: é um dos pontos mais altos da capital chilena! Lá de cima, ao atingir os 880 metros de altura, dá pra observar os edifícios, a geografia da cidade e, ainda, a cordilheira dos Andes, se a visibilidade permitir. No parque onde o cerro está localizado, você também encontra algumas piscinas públicas e um zoo. Para subir até o cume, dá para pegar uma trilha ou ainda usar o funicular, uma espécie de trem que sobe e desce o morro.

La Chascona

Pertinho do Cerro San Cristóbal, no bairro Providencia, você encontra nada menos do que a famosa casa do poeta chileno Pablo Neruda. Muitos turistas passam despercebidos pelo edifício, mas se você gosta de artes, literatura, poesia e até arquitetura, esse passeio vale muito a pena. A visita, que dura cerca de 40 minutos, conta com um guia de áudio em português mesmo. Lá dentro, você encontra vários objetos usados pelo escritor, que ganhou o Nobel de Literatura em 1971, e conhece a decoração única da casa. Não se esqueça de fazer reserva para não pegar filas nem perder ingresso.