Dólar mais alto: quem ganha e quem perde?!

June 4, 2017

Recentemente a moeda americana voltou a ter uma grande disparada influenciada diretamente pela delação de um dos sócios da JBS, envolvendo diretamente o presidente Michel Temer. Para muitos que estão com viagem programada ou para aqueles que realizam negócios em dólar foi um dia de pânico, para outros a notícia não causou nenhuma reação já que não estavam com viagem programada ou não possuíam pagamentos na moeda americana. Mas será que esta constante desvalorização do real frente a moeda americana impacta somente a alguns ou a todos nós?!

 

 

Muitas matérias-primas são importadas como trigo, gás e gasolina. Isso provoca um aumento do pãozinho, do macarrão, da gasolina, por exemplo. Além disso, alguns produtos que são produzidos aqui no Brasil também têm seu preço atrelado ao dólar.

 

É o caso da soja, da carne, do café, do açúcar, do milho. Mesmo que eles sejam produzidos no país, quando o dólar está mais caro fica mais vantajoso para o produtor exportar. Então, se ele mantém o produto para ser vendido aqui dentro, ele vai querer receber mais por isso.

 

Elencamos abaixo um principais beneficiados e também os mais impactados pela alta do dólar, acompanhe:

 

 

  • Balança Comercial A balança comercial é a relação entre as exportações e importações de um país. Com o aumento do dólar, fica mais caro importar e mais barato exportar, o que ajuda a equilibrar essa conta. A balança vem apresentando resultados positivos graças a alta do dólar.

  • Empresas voltadas ao mercado internoEssas empresas se beneficiam da alta do dólar pois sofrem menos competição dos produtos importados.

  • Turismo doméstico - o turismo nacional deve ganhar fôlego com a desistência dos brasileiros de tirar férias no exterior. Mesmo assim, não é esperado um aumento muito grande porque, apesar de o dólar estar mais caro, a economia brasileira como um todo está mais fraca.

  • Empresas exportadoras - por terem custos em reais e receitas em dólar, essas empresas se beneficiam da alta da moeda norte-americana. Exemplos são as empresas de papel e celulose e do setor agrícola exportador, como produtoras de soja e de suco de laranja.

 

 

 

  • Consumidor final - Os aumentos de custos na economia são invariavelmente repassados para o consumidor, que sofre com a inflação e a perda do seu poder de compra.

  • Pessoas que fizeram gastos no cartão de crédito no exterior - Além do custo de 6,38% de IOF, o aumento do dólar faz com que o gasto no exterior seja ampliado.

  • Empresas que tenham dívidas em dólar - Se a empresa fez dívidas em dólar para compra de equipamentos ou insumos e não tem mecanismos de proteção (hedge cambial) para pagamento dessa dívida, terá um problema muito grande pela frente.

  • Empresas importadoras -  As indústrias que vendem produtos importados ou que dependem substancialmente de matérias-primas importadas são prejudicadas com a alta do dólar, a exemplo da indústria química, farmacêutica, revenda de carros importados, de perfumes, chocolates, vinho importado entre as de outros setores, que buscarão alguma forma de tentar repassar este custo mais alto ao consumidor.

  • Turismo ou estudos no exterior - Com a alta dos preços lá fora, os turistas estão optando por trocar a viagem por um destino nacional ou até mesmo escolher um país menos caro.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Please reload

Posts Em Destaque

Cartão de Crédito na Europa? Cuidado com a "dupla conversão"

May 5, 2019

1/3
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Siga